Citador

30 outubro, 2007

Oh, up yours, 'senor' Tony, and go drink some tea

Uma entrevista do embaixador António Santana Carlos ao The Times levou um colunista do tablóide Mirror a atacar as suas posições, classificando-o como «um comedor de sardinhas» e referindo-se à polícia portuguesa como «estúpida e cruel»
(...)
O embaixador português em Londres, António Santana Carlos, foi alvo de comentários jocosos e xenófobos, depois de, em entrevista ao The Times, se ter mostrado preocupado com a troca de acusações entre portugueses e ingleses e de ter criticado os McCann por terem deixado Madeleine e os gémeos sozinhos, enquanto jantavam com amigos.
(...)
Num artigo intitulado Oh, Up Yours Senor (qualquer coisa como: «Oh, Meta-o no …, Senhor»), Parsons afirma que os responsáveis pela deterioração das relações entre Portugal e o Reino Unido são os investigadores da Polícia Judiciária, que o jornalista classifica como «espectacularmente estúpidos e cruéis».
(...)
Ao embaixador português, Tony Parsons sugere que «se no futuro não conseguir dizer nada construtivo sobre o desaparecimento da pequena Madeleine, mais vale manter fechada a sua estúpida boca de comedor de sardinhas».

Ao The Times, o embaixador Santana Carlos fez questão de frisar que «Portugal é um país seguro, mais seguro do que a Grã-Bretanha», onde existe um número muito reduzido de crianças desaparecidas.
(...)
In Sol
«»
E se de repente um jornalista português viesse a público atacar o embaixador do ilhéu britânico?
Com toda a certeza cairia o Carmo e a Trindade, ou melhor o Big Ben e o palácio real!!!
Não sei o que de bom vem deste povo, que alem da secular violência, com toda a certeza inerente aos seus genes, e que só há muito pouco tempo descobriram os benefícios de um bom banho!!
Como é lógico não coloco no mesmo saco todo o império britânico, mas que alguns súbditos de sua majestade mereciam umas chibatadas, mereciam. Este senhor, o tal TOKAREV, que de jornalista tem muito pouco, e que a falta de chá o coloca a escrever crónicas secundárias em tablóides secundários, deveria aprender um pouco de boas maneiras, talvez começando por aprender a se respeitar para se poder fazer respeitar. Nunca um editor de um jornal, qualquer que seja a sua dimensão, deveria permitir que tais crónicas fossem publicadas, sabendo que estas ofendem directamente, pessoas respeitáveis e indirectamente uma nação soberana.
Até quando os nossos políticos de meia tigela, vão deixar que estes estrangeiros, ‘sem tigela nenhuma’, enxovalhem publicamente o bom-nome de Portugal. Não sei, mas como secularmente comprovamos, pelos ingleses, e por arrasto pelos europeus em geral, sempre fomos tidos como um povo menor.
Não terá chegado a altura de por um ponto final nisto tudo??
Meus senhores, um representante de Portugal foi enxovalhado por ter colocado alguns ‘pontos nos i’s’ a esses Ilhéus, que a única coisa que souberam fazer por este mundo foi roubar o que os outros construíram, julgo que está na altura de alguém de direito neste país encostar esses senhores contra a parede.
Que seja exigido um pedido de desculpa, publico e formal por parte desse ‘bebedor de chá’ ambulante que nem sequer consegue diferenciar a língua Portuguesa da Castelhana, sim porque por cá escrevemos senhor e não senor, como em Castela. Possivelmente o seu nivel cultural não permite atingir tal nível…
Comedores de sardinhas... como dizia alguém que viveu muitos anos no meio destes britânicos xenófobos, E ESTA, HEM!!!
»«
«OH, UP YOURS, SENOR


Portugal's ambassador to Britain, Senor Antonio Santana Carlos, says that the Madeleine McCann case has seriously damaged relations between the two countries. Well, whose fault is that?
It is the fault of the spectacularly stupid, cruel Portuguese police. I have never much cared for the convention of calling cops "pigs" or "filth", but I am happy to make an exception.
They have tried to cover their humiliation at coming nowhere close to finding that stolen child by fitting up her parents.
The decline in relations is also the fault of the appalling Portuguese media, happy to print any piece of poisonous trash spoon-fed to them by "police sources" treating the abduction of a small child as light entertainment.
And the Portuguese public must also take their share of the blame. The sight of locals jeering at Kate McCann as she went in for questioning made me feel as though these leering bumpkins were not from another country, but another planet.
And the good ambassador can also be blamed for the decline in relations.
When he should be exercising a little diplomacy, he huffs and he puffs about the McCanns' tragic decision to leave their children sleeping alone on the night Madeleine was stolen.
"In Portugal we have the concept of a nuclear family," sniffs Senor Carlos. "That the families all live together."
They made a mistake, ambassador. Their lives have been wrecked. That is punishment enough, without your asinine, unwanted comments.
And I would respectfully suggest that in future, if you can't say something constructive about the disappearance of little Madeleine, then you just keep your stupid, sardine-munching mouth shut. »


1 comentário:

avatar disse...

É isso mesmo! Também tenho um post no meu blog - http://ideiasfixas2.blogs.sapo.pt/ - sobre este idiota mentecapto do Tony.

Abraço!