Citador

05 Fevereiro, 2007

5 de Fevereiro 1917-Proclamada a Constituição mexicana

Depois de 7 anos de revolução e levantamento civis, o presidente mexicano Venustiano Carranza proclama a Constituição mexicana contemporânea, que promete a restituição das terras aos povos nativos, a separação do poder da Igreja do Estado, e reformas educativas e económicas radicais. O documento político progressista, aprovado por um congresso constitucional eleito, combinava revolucionários pedidos de terra com avançada teoria social. Não obstante, teriam de passar décadas antes das promessas da Constituição serem levadas a cabo. Carranza foi deposto e, posteriormente, assassinado, em 1920, e a estabilidade do país evaporou-se até depois da Segunda Guerra Mundial, quando a industrialização espoliada pela guerra se integrou na economia mexicana e Miguel Alemán se transformou no primeiro de uma larga série de presidentes civis.

Sem comentários: